*Campanha: BRT Salvador 2024 – PUP

Dia do Desejo proporciona cardápio diferenciado e momentos de alegria a pacientes do Hospital Municipal de Salvador

Foto: Jefferson Peixoto/Secom PMS
Para quem está internado, todo e qualquer gesto de atenção ganha um sentido e dimensão especial e impacta diretamente no bem-estar e, muitas vezes, na recuperação. Por isso, a visita da equipe de nutrição foi tão aguardada na tarde da quarta-feira (15) pelos pacientes do Hospital Municipal de Salvador (HMS), em Boca da Mata. A equipe trouxe, no carrinho da nutrição, hambúrguer, pizza, cachorro-quente, misto, bolo de pote e bolo, alimentos que ajudaram a fortalecer a autoestima de cada pessoa que recebeu a refeição diferenciada.

A ação faz parte do Dia do Desejo, criado pela coordenação de nutrição do HMS para possibilitar aos pacientes da unidade uma refeição diferente – aguçando os sentidos e a memória afetiva – e também possibilitando um momento de alegria, pois a entrega é marcada por muita vibração, música, fantasia e carinho. “Os pacientes ficam na expectativa da visita da fada para transformar o desejo deles em realidade. Cleidiane, que é a nossa copeira, vai às enfermarias vestida de fada, com a varinha mágica, e toda a equipe também usa algum adereço e entra no clima para levar alegria. O retorno que nós temos deles é sempre muito positivo”, explica a coordenadora de Nutrição do HMS, Sandra Tavares.

Primeiro paciente contemplado com o Dia do Desejo nesta quarta, o trabalhador autônomo Rui Sena, de 59 anos, foi surpreendido com o som de “Macetando”, da cantora Ivete Sangalo, na caixinha de música que ajuda a alegrar as visitas, e com a vibração das nutricionistas e copeira ao entregar uma opção que ele tanto sonhava.

“Já tinha muito tempo que eu não comia uma pizza, por causa das restrições da dieta e a minha filha não deixava quando eu estava em casa. Para mim, é muito gratificante! É um projeto que está de parabéns. Por sinal, eu já estive em outros hospitais e nem se compara em relação ao atendimento e à limpeza daqui do HMS. Os funcionários são muito bem-educados e se sensibilizam com a gente. Portanto, eu só tenho a agradecer”, relata.

O dia também teve um significado único para a dona de casa Sônia Alice Moraes, de 60 anos, que penteou os cabelos e se maquiou exclusivamente para a ocasião e elogiou muito o a iniciativa. “No geral, o lanche daqui já é bom. Sempre tem frutas variadas, tem suco da fruta fresco, mas é melhor ainda diferenciar e uma vez na vida comer uma coisa diferente para matar a saudade. Eu amei. Estou tendo o prazer de saborear novamente um cachorro-quente e relembrar momentos felizes da minha vida. Não sei nem como agradecer”, contou.

Para o comerciante Antônio José Branco, de 63 anos, que já está internado há três meses, o Dia do Desejo é um dia diferente. “A gente tem alegria e motivação, um dia que quebra um pouco essa rotina hospitalar e desperta sentimentos por vezes esquecidos”.

Esta é a segunda edição que Branco participa. Na primeira, ele teve a oportunidade de saborear um brigadeiro e nessa quarta, um misto, opção que mais chamou a atenção dele na lista dos desejos. “Eu já perdi até as contas de quando foi a última vez que comi um”, disse.

Responsável pelos momentos mágicos da entrega, a fada Cleidiane Bispo define o projeto como maravilhoso. “É encantador ver o sorriso no rosto dos pacientes e alegria que ele transmite a partir da realização do desejo durante as visitas. Mostra o compromisso que temos com cada paciente aqui do hospital”.

A secretária da saúde e vice-prefeita de Salvador, Ana Paula Matos, frisa que iniciativas como essa somam para um SUS cada vez mais humanizado e acolhedor. “É uma iniciativa que traz inúmeros benefícios para os pacientes, suas famílias, bem como para toda a equipe de profissionais. Muitas vezes, simples gestos e ações são os que fazem a diferença no dia a dia em meio à rotina de tratamentos, arrancam sorrisos, renovam as energias e transformam os ânimos”, avalia.

Início – Sandra Tavares explica que o Dia do Desejo surgiu em abril de 2021, no contexto da pandemia, junto com um sentimento muito forte de se aproximar mais dos pacientes, de acolher e de devolver a eles a esperança. Pouco depois do Dia do Desejo, voltado para a alimentação, o HMS também adotou mais duas ações com o propósito de humanizar o internamento e proporcionar momentos de conforto e de alegria para os pacientes: a visita de Mick à unidade, um Pet terapeuta da raça Golden Retriever, e o projeto Passeios que Curam, que possibilita ao paciente um passeio ao terraço do prédio para contemplar a vista e tomar um ar.

As ações foram inspiradas na proposta Tree Wishes (Três Desejos) apresentada pela médica canadense Deborah Cook em um congresso sobre medicina intensiva realizado de forma virtual durante a pandemia e apreciada pelo médico do HMS e idealizador do projeto na unidade, José Teles.

Funcionamento – O Dia do Desejo é realizado uma vez por mês no HMS. Primeiro, a nutrição faz um levantamento e seleciona os pacientes que podem participar do momento, priorizando os de longa permanência na unidade e aqueles que estão recebendo cuidados paliativos por possuírem alguma doença que ameaça a continuidade da vida. Dois dias antes do Dia do Desejo, o nutricionista conversa com o paciente para que ele escolha uma opção do menu. Figuram na lista das escolhas o hambúrguer e a pizza, mas também são frequentes cachorro-quente, milk shake, smoothie e pudim.

O lanche diferenciado começa a ser entregue às 15h30 em complemento ao lanche programado para a dieta dos pacientes. “Adaptamos o desejo às receitas, respeitando a consistência para não expor o paciente ao risco. Então, se o paciente está em uma dieta pastosa, por exemplo, a gente vai oferecer opções que tenham essa característica, que vai desde o pudim, respeitando a receita natural da preparação, até um sorvete, um picolé ou um milk shake. Além disso, todos os alimentos são preparados no hospital. A gente tenta oferecer ao paciente o alimento mais natural possível para ajudar na recuperação dele”, explica Sandra.

Como integrante à proposta, surgiu também o Bolo do Aniversariante, a confecção de um minibolo para o paciente que estiver fazendo aniversário no Dia do Desejo. Durante a entrega, a equipe bate os parabéns para o aniversariante, que frequentemente se emociona e se sente valorizado pelo gesto.

“A alimentação tem esse papel de levar muita alegria. Se a comida está saborosa, você consegue despertar memórias afetivas na pessoa. Então a gente já teve reações muito marcantes de pacientes que tinham uma restrição maior de alimentação e quando tiveram a oportunidade de realizar um desejo ficaram maravilhados: ‘Meu Deus, há seis meses que eu não comia isso’. São reações que nos deixam muito felizes”, conclui Sandra.

Reportagem: Priscila Machado/Secom PMS

Postar um comentário

Please Select Embedded Mode To Show The Comment System.*

Postagem Anterior Próxima Postagem

*Campanha: BRT Salvador 2024 – PUP